domingo, 16 de agosto de 2009

Parar e perceber que nossa vida se tornou cheia demais pode ser o primeiro passo para nos esvaziar e abrir espaços para novas maneiras de ser.

Pedido de ajuda e realidade
Livro Meditações para mulheres que fazem demais
Anne Wilson Schaef
Página 241 - Leitura diária 16/08/09

Seja como for, ninguém consegue colocar 250 ml numa xícara de 50 ml.
Charlotte Perkins Gilman

Existe uma história sobre uma professora universitária que foi procurar uma mestre zen em busca da sabedoria. A anciã olhou-a atentamente e pediu para que uma de suas discípulas buscasse um bule de chá e duas xícaras. Então colocou uma das xícaras em frente à professora e começou a enchê-la até o chá transbordar e se esparramar sobre a mesa. Vendo isso, a professora gritou: "Pare ! Você não vê que a xícara está cheia e já não cabe mais chá ?" A velha mestra sorriu e disse: "O mesmo acontece com você. Sua mente também está cheia. Só quando esvaziar a mente haverá espaço para mais conhecimento".
Pedir ajuda equivale a "esvaziar" nossa vida. Parar e perceber que nossa vida se tornou cheia demais pode ser o primeiro passo para nos esvaziar e abrir espaços para novas maneiras de ser.

Deixar a xícara transbordar, em algumas situações, pode ser um sinal de desastre. Esvaziar é tão importante quanto encher.

Nenhum comentário:

Postar um comentário