domingo, 31 de janeiro de 2010

Amor, amar...

Alimento musical...É preciso amar as pessoas,
Como se não houvesse amanhã, Porque se você parar pra pensar,Na verdade não há.
Luís de Camões.

http://www.youtube.com/watch?v=Zr66vNx-tZQ

"Pais e Filhos"
Música gravada pelo Renato Russo ( Legião Urbana )

sábado, 30 de janeiro de 2010

Sabadão em casa

But I feel good, mesmo enxergando um cenário externo bem complicado...

Sinto a mesma coisa...

Não sou pretensiosa. Escrevo para mim, para que eu sinta a minha alma falando e cantando, às vezes chorando...
Clarice Lispector


Como sou iniciante no assunto, resumiria em "A magia da escrita"

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

From Erol Anar

“Quem não sobe as montanhas, não pode ver ao longe”
Ditado Chinês

A vida parece um cavalo levantando poeira. Esse cavalo nunca pode ser domado e está sempre correndo veloz. Você tem que conquistar todo dia,novamente, as suas rédeas. Ele sempre quer jogar você ao chão, você pode se surpreender com seus pinotes e, às vezes, até cai direto no chão, ou simplesmente quer descer. Quando você cai do cavalo no chão, ele vai para longe do local onde te derrubou, e, levantando poeira, arrasta até você também. A despeito disso, você tem que subir no cavalo novamente, mas isso não é lá muito fácil! Quando você esta sendo arrastado por ele, talvez pense sobre sua vida que parece distante nesse momento, você lembra de acontecimentos que ficaram perdidos no tempo.
Se você aceitar ser arrastado por ele e não tentar dominá-lo, você aceita também ficar atrasado com relação a sua vida.
Quando você cai do cavalo da vida terá que almejar tomar as rédeas, senão irá arrastado atrás dele, sem consciência...Ou até poderá ficar ali aonde caiu, uma pessoa esquecida da vida, apenas respirando, se isso é realmente viver.
Eu escutei a frase seguinte: “Amanhã é primeiro dia do resto da minha vida.” Meu cavalo que está me levando para longe, lá nas montanhas roxas, amanhã ele tambem será um novo cavalo.
Todo mundo tem seu próprio cavalo. Tem cavalos que andam devagar, com ar cansado e desesperado, há outros cavalos que levantam poeira.
Todo cavalo carrega um coração, uma vida.
Do livro “Diário de um coração ferido” Erol Anar (em turco)

Desabafo !

É mais fácil administrar o ego de alguns, do que a falta de experiência da maioria...

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Saindo da rotina...

Coloquei uma parte dos emails pessoais em dia nesse feriadão e eis que encontro um email ainda pré "natal". É de um passarinho amigo bem ousado, talvez seja colega do beija flor, o meu amigo diário, vejam ;)

http://www.youtube.com/watch?v=AhihGaizrXc

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Epitáfio de um bispo anglicano (1100 d.C.), na abadia de Westminster:

"Quando eu era jovem e livre, sonhava em mudar o mundo. Na maturidade, descobri que o mundo não mudaria. Então resolvi transformar meu país. Depois de algum esforço, terminei por entender que isto também era impossível. No final de meus anos, procurei mudar minha família, mas eles continuaram a ser como eram. Agora, no leito de morte, descubro que minha missão teria sido mudar a mim mesmo. Se tivesse feito isto, eu seria capaz de transformar minha família. Então, com um pouco de sorte, esta mudança afetaria meu país, e quem sabe, o mundo inteiro".

"Todos os dias a gente arruma os cabelos; por que não o coração?" - Provérbio Chinês

Livro "Sabático.Um tempo para crescer"/Herbert Steinberg

...Paramos de contar histórias quando começamos a não mais dispor desse tipo de tempo, do tempo de parar, refletir, maravilhar-se. A vida nos impele, e poucas pessoas são fortes o bastante para se deterem sozinhas. Na maior parte das vezes alguma coisa imprevista nos faz parar, e só então temos tempo para nos sentarmos à mesa da cozinha da vida.

Rachel Naomi Remen - Histórias que curam

domingo, 24 de janeiro de 2010

Novidade, desvios, consequências ;)

Quando parecia que nada iria acontecer, uma novidade aparece.E o mundo se transforma.
( Autor desconhecido )

Fiquei pensando nessa frase e escrevi algo pois estou passando por momentos parecidos, mas confesso que no início quando tudo está torto é bem punk imaginar que vai dar certo. Quando somos desviados do nosso caminho inicialmente resistimos mas pude perceber que quando baixamos a guarda, desistimos de bater de frente, e a partir do momento que permitimos tais mudanças e nos entregamos constatei que a maioria dos resultados que consideramos acidentes de percursos foram boas experiências com resultados bem positivos e que no final tudo se encaixa, as mudanças geram mudanças e o universo por incrível que pareça sempre conspira ao nosso favor ;)


E para concluir segue uma frase do programa espiritual

35º dia – Sábado:

"A fé traz os acontecimentos do futuro para o presente. Mas se Deus demora em atender, é porque Ele tem um propósito, fazer endurecer mais nossa fibra espiritual através da espera ou então Ele se demora em fazer um milagre maior. Suas demoras são sempre propositadas."

Contato Humano, o Blog que deu certo...

Como o tempo passa, faz um ano que comecei essa brincadeira inicialmente "solitária" de relatar algumas experiências num blog, mencionar fatos importantes sobre o Contato Humano e de escrever minhas histórias. Fico feliz que ele me incentivou a cada dia escrever mais e melhor, inicialmente era um hobbie, depois virou uma terapia virtual, aos poucos as pessoas foram se conectando, sinal de total sinergia. O blog teve 2100 acessos, iuhuuu ;)

Haikai by Lúcia Santos

pipa que dança ao sol
sentimento criança
cerol não alcança


nesse imenso coletivo
me alimento de estranhos
sobrevivo


em tua mão destra
meu violino só
vira orquestra


como um conto de Tchecov
o amor
ainda comove


Lúcia Santos
Livro: Uma gueixa prá Bashô - Babel Editora

Vibrou uma corda bem desejável em minha alma !

Percussão, a minha nova paixão...

Eu, Aninha musical, uma serzinha que ama música desde que se entende por gente, decido colocar minha mão na massa e não somente vender o bolo pronto como faço desde os meus 15 anos quando entrei prá publicidade sonora, exatos 21 anos atrás. Agora quero dar os meus primeiros passos sonoros como se fossem os primeiros passos quando eu ainda era bebê e pode ter certeza que a vontade de aprender é grande e que a persistência será levada a sério. Cair, levantar, insistir mais e mais vezes e tentar manter o ritmo, o toque, seguir a melodia, entrar na vibe, esse é o meu objetivo ! Quero pegar e cuidar do instrumento, estudá-lo, tocá-lo, sentí-lo, ouví-lo com carinho, fazer uma parceria e concluir um bom som, essa é a minha meta sonora ;)

Once upon a time...É isso mesmo, em dezembro 2009 após um terceiro sonho intenso, que costumo chamá-lo de encontro musical,pois a música ultrapassa barreiras e quando toca, toca intensamente a alma, aviva o cotidiano e a sensação de veracidade nesse encontro é foda, pois você sente a presença física, real, uma afinidade, uma energia diferente e tem certeza que é como se fosse um aviso, um sinal e que na sequência esse encontro acontecerá. Existe uma diferença entre a vida real, um sonho normal e esse encontro que intitulo como Encontro Musical, é muito especial e vem acompanhado de uma leveza na alma, bem é melhor nem tentar descrevê-lo, mas espero que todos consigam ter essa sensação nem que seja somente uma vez na vida.

À partir deste sonho senti uma vontade imensa de tocar percussão, e o despertar aconteceu de uma maneira mágica no dia que pré comemorei o meu aniver de 36 anos, no no Studio SP, no dia 12/12. Foi uma data muito especial e marcante, ganhei vários presentes nesta noite/madruga, ganhei a entrada do Show da D.P, conheci o meu professor de percussão, assisti pela primeira vez o Show de uma nova banda com misturas swingadas, com uma percussão maravilhosa, comandada pela Lan Lan ( da Banda Lan Lan e os Elaines, uma das ex percussionistas da Cássia Eller, ex percussionista do Nando Reis, etc ) fiquei fascinada ouvindo e seguindo as batucadas/toques mágicos da Lan Lan, conheci uma galera "balada do bem" trocamos/fotos emails, pulamos, dançamos juntos a noite inteira, fiz um nova amizade com a J.A, uma figura. Dei uma de tiete novamente e tirei foto com a galera da banda e com o meu professor de percussão. Fiz vários clicks interessantes, principalmente dos meus futuros instrumentos amigos...

A vibe do show todo e principalmente a percussão me tocou de tal maneira que nada me tiraria do sério naquela noite, nem mesmo a cantada inesperada que rolou.
Foi um puta show, fui prá casa mais leve, a música é sempre uma caixinha de surpresas, quem diria que conheceria a Lan Lan e demais músicos sem frescuras naquela night, puta presente de aniver, figuríssimas a Emanuelle, a Bel ( empresária da Banda ) foram umas fofas e ainda tive a sorte de conhecer o Guga Machado, um ser humano incrível, puta professor bacana, vibe boa e mega profissional.

Me lembrei também do Show do Percussionista Francês, o Guem, fiquei bem emocionada. Realmente a música mexe comigo...ela me alimenta, me conforta, me alegra, me estimula, me acompanha, me distrai, me concentra, me toca, me abraça, me embala, me seduz, me atrai, me resgata, me transporta, me atende, me chama, me sinaliza, me adverte, me aconselha, me acalma, me provoca, me emociona, me faz relembrar, etc...

Por enquanto só toquei dois instrumentos, o Pandeiro e o Cajón, amei o Cajón

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Numa pausa o meu coração cantou...

Socorro, alguma alma, mesmo que penada
Me empreste suas penas
Já não sinto amor, nem dor
Já não sinto nada
Socorro, alguém me dê um coração
Que esse já não bate nem apanha
Por favor, uma emoção pequena
Qualquer coisa
Qualquer coisa que se sinta
Tem tantos sentimentos, deve ter algum que sirva

Socorro
Arnaldo Antunes


http://www.youtube.com/watch?v=xlgsdtLgW3k

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Saiba/Arnaldo Antunes, interprete Adriana Calcanhoto

Saiba
Compositor Arnaldo Antunes

Saiba: todo mundo foi neném
Einstein, Freud e Platão também
Hitler, Bush e Sadam Hussein
Quem tem grana e quem não tem

http://www.youtube.com/watch?v=6lT_n2SyYV8&feature=related

Balada Alagada

Ontem o povo ligou, o sono passou, o Fefê dormiu, a música vibrou, tocou a minha alma e despertou o desejo de sentir ao vivo uma banda tocando, e esse desejo foi incontrolável, me animei e bora decidir qual a balada, logo liguei prá um e prá outro sabendo detalhes da balada, preço, onde, qual estilo musical, quem vai, passa na casa de um, dá carona, vai prá casa do outro e me animei, bora prá balada, prá rua, prá chuva, prá música, a noite é uma criança e eu sei muito bem disso...a noite me chama eu quero ir prá rua, tchau ! ( adaptação Lenine A lua me chama eu tenho que ir prá rua/Hoje eu quero sair só )rsss. Boa Noite São Pauloooooooo ;)

Studio SP - Cover Beatles - a baladinha foi fraca, poucas pessoas, muita chuva, e o som não estava tão legal, a banda era boa, mas o repertório escolhido sinceramente achei fraco, tinham outras músicas melhores dos Beatles, e deu dó de dois musicistas, o que tocava Tchello e outro que tocava Violino nem dava prá ouví-los tocar o som estava zerado, anyway foi bom sair um pouco de casa, o pior rolou depois, além do medo, quase pânico pois tentei vários caminhos prá chegar em casa e um puta stress e como twittei quase 04 horas da manhã: A Cidade está um caos, vários pontos alagados, demorei uma hora e vinte do Studio SP até a minha casa na Vila Olímpia.Na boa precisamos fazer algo

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

A melhor mensagem do dia

Beijar é fácil, difícil é entregar a alma... ( admirador secreto )

Me alimentei de boas músicas entre uma reunião e outra

Flor De Azeviche (menos Só)
Zeca Baleiro

Ouçam essa música deliciosa, se alimentem também dessa música, embarque nessa viagem...o Zeca Baleiro é foda !!!

http://www.youtube.com/watch?v=YOM6EILyqRw

Quando você pinta tinta nessa tela cinza
Quando você passa doce dessa fruta passa
Quando você entra mãe benta amor aos pedaços
Quando você chega nega fulô
Boneca de piche, flor de azeviche

Você me faz parecer menos só, menos sozinho
Você me faz parecer menos pó, menos pozinho

Quando você fala bala no meu velho oeste
Quando você dança lança flecha estilingue
Quando você olha molha meu olho que não crê
Quando você pousa mariposa morna lisa
O sangue encharca a camisa

Você me faz parecer menos só, menos sozinho
Você me faz parecer menos pó, menos pozinho

Quando você diz o que ninguém diz
Quando você quer o que ninguém quis
Quando você usa lousa pra que eu possa ser giz
Quando você arde ao arder e a sua teia cheia de ardiz
Quando você faz a minha carne triste quase feliz......

Você me faz parecer menos só, menos sozinho
Você me faz parecer menos pó, menos pozinho (3X)

Você me faz parecer menos.................... só
Menos sozinho...
Você me faz parecer menos pó, menos pozinho

Outra letra de música ouvida na Nova Brasil FM

Estrada Nova
Oswaldo Montenegro

Gritar pro mundo e saber
Que o mundo não presta atenção

Lembra se puder, se não der esqueça de algum jeito vai passar...

Frases da letra música "A sua"/Marisa Monte

A Sua
Marisa Monte

Ouvi essa música no rádio voltando de uma apresentação e registrei duas frases bem intensas

Que te adoro cada vez mais
E que eu te quero sempre em paz

Pois te quero livre também
Como o tempo vai, o vento vem...

Li hoje num consultório médico

Em qualquer situação, não se apegue demais e nem se afaste demais, pois quando se ultrapassa o limite destrói-se a harmonia. Tente manter seus sentimentos equilibrados.
( Autor desconhecido )


Interessante né ? Bora prestar mais atenção e evitar o sufocamento ou o abandono dos que estão ao nosso lado. Belo exercício, bora colocá-lo em prática !

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Carta ao Terremoto

Cássio Zanatta é publicitário e atualmente é diretor de criação da Agência África, eis a carta ao terremoto...


Caro terremoto,

Você não podia ter escolhido pior hora e lugar, não é?
No comecinho do ano, quando a gente ainda está tão
cheio de esperança.
E no Haiti, em um lugar já tão pobre e sofrido.
Para quê, me diga?
Bom, em parte, você conseguiu: estamos devastados.
Diante de tanta ruína, de tantas mortes, de tanta dor.
Mas saiba de uma coisa, senhor terremoto.
Toda a sua fúria, todo o seu poder, não abalou em nada,
nem chegou a trincar, uma obra muito preciosa.
A obra de dona Zilda Arns.
Ao contrário de você, Dona Zilda só fez construir.
Sua Pastoral da Criança está presente hoje em mais
de 20 países, trazendo esperança e futuro a milhares
de crianças.
E quer saber mais, terremoto bobo: se fosse concedido
a cada um o direito de escolher como deixar essa vida,
dona Zilda certamente teria escolhido esse mesmo:
Fazendo o bem a quem mais precisa.
Dedicando sua vida aos mais pobres.
Dedicando sua vida, enfim.
E se você se acha mesmo essa grandeza toda, espere
para ver a onda de solidariedade que vem aí.
De todo o mundo, virá ajuda, dinheiro, comida, remédios.
Prédios inteiros podem ter ruído, mas corações imensos
serão construídos.
Você pode ser grau 7 na escala Richter, mas na escala
Zilda Arns o mundo responderá com mais força.
Espere para ver.
Terremoto covarde.
Terremoto inútil.
Terremoto infeliz.
Que Santa Zilda Arns tenha compaixão de você.

Cássio Zanatta

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

A paz na solidão...

Outro dia num encontro entre amigos e colegas, uma amiga de uma amiga fez a seguinte pergunta: - Aninha, você não fica triste de não ter alguém ao seu lado, prá te fazer companhia, ajudar com o Felipe ?
Aí retruquei: - Não, mas eu fico feliz de não ter qualquer Zé Mané ao meu lado...aí todos caíram na gargalhada entre outros comentários, mas complementando antes só do que...enfim é isso !

Sempre lembro de um off do filme Vicky Cristina Barcelona, na cena onde a atriz loira queria sair do triângulo amoroso e retrucou a pergunta da Penelope Cruz, era algo mais ou menos assim: - Mas você nem sabe o que quer e ela retruca: - Eu posso não saber o que quero, mas sei muito bem o que eu não quero !

So that's it !!!

Adoro...

Quando as pessoas, principalmente aquelas que nem as conheço enviam mensagens dando parabéns ou contando como de uma maneira ou de outra se identificaram com as histórias postadas ou usaram o meu blog como referência...Isso realmente me deixa muito feliz. Obrigada novamente à todos e espero que como escreveu a MCAA, uma colega virtual, os leitores continuem encontrando um colorido diferente nos meus textos.

Seja bem vindo ;)




Essa é a porta da nossa Home Sweet Home, a porta está encostada, entre e seja bem vindo !

De coração aberto...

Pra estudar percussão,
pra descoberta de novos efeitos,
pra detectar melhor novos ruídos,
e pra evitar uma cacofonia.

De coração aberto...

Pros atalhos, pros obstáculos, por um novo foco,
pras músicas que nos tocam e avivam o nosso cotidiano,
pras novas trilhas, novas aventuras, novas viagens,
pra encarar de frente, os desvios e os imprevistos que o destino coloca em nosso caminho,
pra uma preciosa pausa e depois a descoberta de uma nova maneira de trilhar com uma bagagem mais leve e intuitiva.

De coração aberto...

Pras coisas novas,
pro resgate das coisas velhas, às vezes simples porém importantes e extremamente significativas, porém esquecidas ou engolidas pelo tempo
pras novas e velhas amizades,
pros encontros verdadeiros,
pros pequenos gestos,
pro frio na barriga,
pro acolhimento.


De coração aberto...

Pras viscissutides da vida,
pro desconhecido,
pros fantasmas que nos rondam...será que são tão assustadores assim ?


De coração aberto...

Pros malabares da natureza,
pra pureza das crianças,
pros ouvidos abertos aos idosos que um dia foram jovens e que hoje tem tantas histórias prá contar,
e pros novos problemas...por que não ? Prá que brigar se podemos aceitar, aprender, esperar e depois encontrar uma melhor maneira de solucioná-los ? E ainda assim não enferrujaremos nossa delicada engrenagem humana ;)

O melhor abraço do ano



Começando o ano com o pé direito e com muita paz no coração...Um dos clicks do primeiro dia do ano no Templo Zulai, até o sol apareceu para aquecer nossa tarde ;)
http://www.templozulai.org.br/
Fotografa: Lucia Helena do Vale, irmã da minha cunhada.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

O que acontece com o relógio do Blogspot ???

São quase 23H e o relógio registra 16H, loko não ? bora descansar...Zzzzzzz

Ontem ao Luar

Ontem ao Luar
Marisa Monte


Frase intensa...Como definir o que só sei sentir

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Paradeiro

Sem palavras...Uns preferem dinheiro, Outros querem um passeio, Perto do precipício. Adorei essa música !!!

http://www.youtube.com/watch?v=fX3LOP14noE


Paradeiro
Compositores: Arnaldo Antunes e Marisa Monte
DVD Memórias Crônicas e Declarações de Amor


Haverá paradeiro
Para o nosso desejo
Dentro ou fora de um vício?

Uns preferem dinheiro
Outros querem um passeio
Perto do precipício.

Haverá paraíso
sem perder o juízo e sem morrer?

Haverá pára-raio
Para o nosso desmaio
No momento preciso?

Uns vão de pára-quedas
Outros juntam moedas
antes do prejuízo

Num momento propício
Haverá paradeiro para isso?

Haverá paradeiro
Para o nosso desejo
Dentro ou fora de nós?

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Repensem...


No meio do trânsito, ao olhar para esquerda um texto no muro da Jericó/Vila Madá me chama atenção, sempre passava correndo e não dava tempo pra anotar, num belo dia entre o natal e o ano novo, parei para anotar e eis que conheci o Rogério que prometeu enviar uma foto da fachada e depois recebo um email do Bruno que trabalha com o Rogério com algumas fotos, e escolhi essa, espero que curtam e Repensem...

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Hodômetro zerado !

Coisas da vida
Rita Lee

Quando a Lua apareceu,
ninguém sonhava mais do que eu
Já era tarde, mas a noite é uma criança
distraída.
Depois que eu envelhecer,
ninguém precisa mais me dizer
como é estranho ser humano nessas horas de partida.

Ah, é o fim da picada
Depois da estrada começa uma grande avenida
No fim da avenida, existe uma chance, uma sorte, uma nova saída.
Qual é a moral? Qual vai ser o final dessa história?
Eu não tenho nada pra dizer por isso digo
Eu não tenho muito o que perder, por isso jogo
Eu não tenho hora pra morrer, por isso sonho

ah, ah, ah...

Ah, são coisas da vida...
Ah, e a gente se olha e não sabe se vai ou se fica...
Ah, são coisas da vida...
Ah, e a gente se olha e não sabe se vai ou se fica...

Ah, são coisas da vida...
Ah, e a gente se olha e não sabe se vai ou se fica...
Ah, são coisas da vida...
Ah, e a gente se olha e não sabe se vai ou se fica.