terça-feira, 20 de julho de 2010

Feliz dia dos amigos

Amigo É Casa
http://www.youtube.com/watch?v=2y26ytzo4k4

Amigo é feito casa que se faz aos poucos
e com paciência pra durar pra sempre
Mas é preciso ter muito tijolo e terra
preparar reboco, construir tramelas
Usar a sapiência de um João-de-barro
que constrói com arte a sua residência
há que o alicerce seja muito resistente
que às chuvas e aos ventos possa então a proteger
E há que fincar muito jequitibá
e vigas de jatobá
e adubar o jardim e plantar muita flor toiceiras de
resedás
não falte um caramanchão pros tempos idos lembrar
que os cabelos brancos vão surgindo
Que nem mato na roceira
que mal dá pra capinar
e há que ver os pés de manacá
cheínhos de sabiás
sabendo que os rouxinóis vão trazer arrebóis
choro de imaginar!
pra festa da cumieira não faltem os violões!
muito milho ardendo na fogueira
e quentão farto em gengibre
aquecendo os corações
A casa é amizade construída aos poucos
e que a gente quer com beira e tribeira
Com gelosia feita de matéria rara
e altas platibandas, com portão bem largo
que é pra se entrar sorrindo
nas horas incertas
sem fazer alarde, sem causar transtorno
Amigo que é amigo quando quer estar presente
faz-se quase transparente sem deixar-se perceber
Amigo é pra ficar, se chegar, se achegar,
se abraçar, se beijar, se louvar, bendizer
Amigo a gente acolhe, recolhe e agasalha
e oferece lugar pra dormir e comer
Amigo que é amigo não puxa tapete
oferece pra gente o melhor que tem e o que nem tem
quando não tem, finge que tem,
faz o que pode e o seu coração reparte que nem pão.

Amigo é Casa - Interpretes Zé Renato e Zélia Duncan
(Capiba / Hermínio Bello de Carvalho)

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Início de semana com boas vibrações...

Depois de começar a semana bem com alguns telefonemas e da novidade abaixo tô muito feliz, vejam que legal 3 fotos minhas foram selecionadas para Galeria Aberta Nuvem Feliz do site http://www.aflorista.com.br/category/galeria-aberta

domingo, 18 de julho de 2010

Um show ao ar livre

Malabares na esquina, no final da Cardeal antes da Henrique Schaumann um show ao ar livre. O malabarista era bem simpático, mais um gringo se virando nos 30" em Sampa.




sábado, 17 de julho de 2010

Clicks diversos

Hoje passei a tarde separando algumas fotos e prá variar ouvindo músicas maravilhosas. Encontrei umas fotos bem legais, postei algumas no facebook e postarei algumas aqui também, espero que curtam ;)







Onde o pombo pousou ?

Na segunda vez que percebi tal cena, não pude deixar de registrar, foi na esquina da Augusta com a Caio Prado, tentem encontrar onde o pombo pousou.

Clarice Lispector by Sesc Consolação - post 02

Clarice Lispector by Sesc Consolação

Hodômetro zerado, bora lá !


Nada como zerar o hodômetro...

Bela sacada

Aprendi a deixar de ser arrogante com a vida. Vesti a minha impotência. Lidar com a perda é a construção de uma nova vida.
Cristiane Bueno, mãe de Caio e Rafaela, duas vítimas do acidente do Airbus da Tam. Entrevista Folha de SP hoje, após 3 anos do acidente/Caderno Cotidiano

terça-feira, 13 de julho de 2010

Rubem Alves

Perguntas de crianças

Cabeça de criança não é gaveta onde se guardam informações. É canteiro onde nascem perguntas. E nunca se sabe quais foram as sementes que um anjo misterioso plantou ali. Mas se sabe pelos brotos que são perguntas nascidas de olhos espantados, que foram pegos de surpresa, sem saber.

Alberto Caeiro disse bem: "Sei ter o pasmo essencial que tem uma criança se, ao nascer, reparasse que nascera deveras. Sinto-me nascido a cada momento para a eterna novidade do mundo."

Pois a pergunta que a Andréia, afilhada minha de oito anos, me fez nunca ninguém havia feito. Sei disso porque nunca me foi dada a resposta.

"-Na história da Cinderela, quando tocassem as 12 badaladas, não era para quebrar o feitiço e tudo voltar a ser o que era antes?"

Concordei e confirmei.

-"Isso. O vestido de baile virou vestido de cozinheira e a carruagem dourada virou abóbora madura."

"-Então", disse ela preparando o xeque-mate, "por que é que o sapatinho de cristal continuou a ser sapatinho de cristal, encantado, e não desencantou virando tamanco?"

Fiquei mudo.

Ela percebeu um erro na história: o sapatinho não desencantou. E o que foi que fez com que ela percebesse o erro? Seus olhos. Os meus olhos, que foram enganados, só repetiram a velha história já sabida. Viram aquilo que a memória me contava.

É isso que a memória faz: repetir o já sabido. Mas ela, se fosse recontar a história, teria de inventar outra que explicasse o sapatinho de cristal ou que o eliminasse.

O canteiro da memória é lugar onde só nascem pontos de exclamação. O canteiro da invenção é o lugar onde nascem os de interrogação. Como disse E. E. Cummings: "Sempre uma resposta bonita que pergunta uma pergunta mais bonita ainda."

Recebi da professora Edith Chacon Theodoro uma carta digna de uma educadora e, anexada a ela, uma lista de perguntas que seus alunos haviam feito, espontaneamente.

Impressionou-me, em primeiro lugar, o fato de ela ter dado tanta atenção às perguntas dos seus alunos. Note que elas foram feitas "espontaneamente", eram pontos de interrogação diferentes naqueles canteiros, totalmente diversas das respostas que estavam "presas" nas "grades curriculares". Talvez por elas não serem canteiros férteis para as interrogações que nascem nos alunos... Quem sabe cemitérios.

"Por que o mundo gira em torno dele e do sol? Por que a vida é justa com poucos e tão injusta com muitos? Por que o céu é azul? Quem inventou o português? Como os homens e as mulheres chegaram a descobrir as letras e as sílabas? Como a explosão do Big Bang foi originada? Será que existe inferno? Como pode ter alguém que não goste de planta?"

Continuam: "Quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha? Um cego sabe o que é uma cor? Se na arca de Noé havia muitos animais selvagens, por que um não comeu o outro? Para onde vou depois de morrer? Por que adoro instrumentos musicais se ninguém na minha família toca nada? Por que sou nervoso? Por que há vento? Por que as pessoas boas morrem mais cedo? Por que a chuva cai em gotas e não tudo de uma vez?"

Essas perguntas parecem tão ingênuas que nos fazem rir. Mas elas são revelações das funduras das almas e das inteligências das crianças e dos adolescentes. Revelam não só a sua curiosidade sobre o universo como também sua dimensão ética, a preocupação com a justiça, com a beleza, com o mundo dos valores religiosos, com a mitologia...

Da próxima vez vamos brincar com essas suas perguntas.

domingo, 11 de julho de 2010

Nô Stopa/Novo Prático Coração

Levanta sem estardalhaço. Segura a intensidade do passo. Inventa o atalho. Bate novo em seus tons menores. Passeia em seus descompassos palpitando dez receitas prático-poéticas para travessias longas, turbulentas e essenciais. Cd Novo Prático Coração - Nô Stopa

August Rush/O som do coração

Um dos filmes mais marcantes da minha vida. Amo essa trilha sonora, ouçam com carinho

http://www.youtube.com/watch?v=gQTsW6TGAUE

August Rush - August's Rhapsody ( SoundTrack )

sábado, 10 de julho de 2010

Olhar humano

Roland Barthes estabelece uma correlação entre dois processos óticos de reprodução da imagem, a câmara clara, em que a imagem é copiada pela mão do homem, e a câmara escura em que ela é reproduzida mecanicamente sem a interferência humana. E o faz para mostrar que sem a intervenção pessoal, subjetiva, do observador, que pode ver nela muito mais que o registro realista, ou a mensagem codificada, a fotografia ficaria limitada ao registro documental. A câmara clara é o último livro de Roland Barthes, publicado poucos dias antes de sua morte em 1980.

Livro "A Câmara Clara"
Roland Barthes
Editora Nova Fronteira

Bela frase que ouvimos num Espetáculo Infantil "Espoleta"

O grande truque dessa vida é não atrapalhar a alegria de ninguém. ( Off da atriz Claudia Missura/Personagem Espoleta no espetáculo Espoleta )

Confúcio

Diga-me e eu esquecerei
Mostre-me e eu lembrarei
Envolva-me e eu entenderei
Confúcio

Mudanças e muita correria...

acaba não sobrando tempo para escrever, que saudades, mas de vem em quando estou esboçando textos no meu inseparável caderninho e postarei em breve ;)

domingo, 4 de julho de 2010

Andar com fé

Essa música é maravilhosa !
Andar com Fé/Gilberto Gil

http://www.youtube.com/watch?v=7Z7mbciqIIE&feature=related

...A fé tá na maré
Na lâmina de um punhal

Ô-ô
Na luz, na escuridão

Andar com fé eu vou,
que a fé não costuma "faiá"