domingo, 24 de janeiro de 2010

Vibrou uma corda bem desejável em minha alma !

Percussão, a minha nova paixão...

Eu, Aninha musical, uma serzinha que ama música desde que se entende por gente, decido colocar minha mão na massa e não somente vender o bolo pronto como faço desde os meus 15 anos quando entrei prá publicidade sonora, exatos 21 anos atrás. Agora quero dar os meus primeiros passos sonoros como se fossem os primeiros passos quando eu ainda era bebê e pode ter certeza que a vontade de aprender é grande e que a persistência será levada a sério. Cair, levantar, insistir mais e mais vezes e tentar manter o ritmo, o toque, seguir a melodia, entrar na vibe, esse é o meu objetivo ! Quero pegar e cuidar do instrumento, estudá-lo, tocá-lo, sentí-lo, ouví-lo com carinho, fazer uma parceria e concluir um bom som, essa é a minha meta sonora ;)

Once upon a time...É isso mesmo, em dezembro 2009 após um terceiro sonho intenso, que costumo chamá-lo de encontro musical,pois a música ultrapassa barreiras e quando toca, toca intensamente a alma, aviva o cotidiano e a sensação de veracidade nesse encontro é foda, pois você sente a presença física, real, uma afinidade, uma energia diferente e tem certeza que é como se fosse um aviso, um sinal e que na sequência esse encontro acontecerá. Existe uma diferença entre a vida real, um sonho normal e esse encontro que intitulo como Encontro Musical, é muito especial e vem acompanhado de uma leveza na alma, bem é melhor nem tentar descrevê-lo, mas espero que todos consigam ter essa sensação nem que seja somente uma vez na vida.

À partir deste sonho senti uma vontade imensa de tocar percussão, e o despertar aconteceu de uma maneira mágica no dia que pré comemorei o meu aniver de 36 anos, no no Studio SP, no dia 12/12. Foi uma data muito especial e marcante, ganhei vários presentes nesta noite/madruga, ganhei a entrada do Show da D.P, conheci o meu professor de percussão, assisti pela primeira vez o Show de uma nova banda com misturas swingadas, com uma percussão maravilhosa, comandada pela Lan Lan ( da Banda Lan Lan e os Elaines, uma das ex percussionistas da Cássia Eller, ex percussionista do Nando Reis, etc ) fiquei fascinada ouvindo e seguindo as batucadas/toques mágicos da Lan Lan, conheci uma galera "balada do bem" trocamos/fotos emails, pulamos, dançamos juntos a noite inteira, fiz um nova amizade com a J.A, uma figura. Dei uma de tiete novamente e tirei foto com a galera da banda e com o meu professor de percussão. Fiz vários clicks interessantes, principalmente dos meus futuros instrumentos amigos...

A vibe do show todo e principalmente a percussão me tocou de tal maneira que nada me tiraria do sério naquela noite, nem mesmo a cantada inesperada que rolou.
Foi um puta show, fui prá casa mais leve, a música é sempre uma caixinha de surpresas, quem diria que conheceria a Lan Lan e demais músicos sem frescuras naquela night, puta presente de aniver, figuríssimas a Emanuelle, a Bel ( empresária da Banda ) foram umas fofas e ainda tive a sorte de conhecer o Guga Machado, um ser humano incrível, puta professor bacana, vibe boa e mega profissional.

Me lembrei também do Show do Percussionista Francês, o Guem, fiquei bem emocionada. Realmente a música mexe comigo...ela me alimenta, me conforta, me alegra, me estimula, me acompanha, me distrai, me concentra, me toca, me abraça, me embala, me seduz, me atrai, me resgata, me transporta, me atende, me chama, me sinaliza, me adverte, me aconselha, me acalma, me provoca, me emociona, me faz relembrar, etc...

Por enquanto só toquei dois instrumentos, o Pandeiro e o Cajón, amei o Cajón

Nenhum comentário:

Postar um comentário