sábado, 11 de julho de 2009

Fui procurar minha nova turma e as poucos estou encontrando, e como é bom ouvir e ser ouvida...

Fui duplamente presentada, felizmente num curto período de tempo. Foram 02 encontros verdadeiros e que marcaram essa nova fase da minha vida, o primeiro encontro foi com a J.K. na véspera do feriado, 09/07, no Tanuki, um delicioso Japa na Vila Madá, depois de anos cruzando essa pessoa ( mesmo tendo alguns amigos em comum, nunca conversamos, os nossos rápidos cumprimentos se limitavam em alguns "ois e acenos" geralmente ocorridos nas baladas publicitárias ou em algum ambiente profissional ) "descobri ou pude permitir" conhecer essa pessoa extremamente humana, criativa, recíproca, alma branca, acolhedora, aberta, sensível, com um enorme coração, dons musicais e protagonista de histórias repletas de experiências fde amadurecimento humano, trocamos muitas figurinhas nesse leve, delicioso, sincero e agradável jantar, acredito ter conquistado mais uma amiga, pelo menos da minha parte acredito que iniciei uma nova amizade com um bônus humano, aquela que existe troca, divisão, soma, agradecimento, retorno, ombro amigo, ouvidos, acolhimento e principalmente uma conexão especial, transparente e sincera e que seja usada a comunicação "face to face". Terminamos nosso tour no Café Othelo na Faria Lima, ficamos papeando até fechar, foi engraçado... os assuntos eram cada vez mais interessantes e a impressão que eu tinha era que éramos velhas amigas, rolou uma puta vibe boa, respeito e principalmente total envolvimento no briefing. O Café fechou, fomos embora, mas não parou por aí, mantivemos o contato via emails e torpedos e só consegui ir na exposição "Cuide de Você" da Sophie Calle com a ajuda da pincelada humana da J.K. pois a mesma tinha um amigo envolvido na produção da exposição. Resumindo nos encontramos quase no término da exposição, conheci alguns amigos dela, e a agradeci muito, pois além de amar a exposição, ainda tive a sorte de cruzar olhares com a Sophie, pegar um autógrafo e tirar uma foto ao lado de mais uma pessoa que pelo visto acredita e ouve muito através do contato humano, pois transformar um fim de um relacionamento numa maravilhosa exposição não é prá qualquer uma, admiro muito essas forças que surgem do nosso silêncio interno. Ficamos mais um tempo juntas com a galera na Choperia e lá encontrei uma pessoa que conheci na exposição e acabamos indo embora juntos, um novo jantar, um novo encontro humano intenso e mais deliciosas experiências que dividirei no próximo post.



Nenhum comentário:

Postar um comentário