sexta-feira, 26 de junho de 2009

A virtude de esperar enquanto o tempo não pára...

Recebi um convite para conhecer o Budismo, uma nova filosofia de vida, e aceitei uma carona, combinei de esperar a minha amiga umas duas quadras de casa, mas como odeio atrasar preferi sair logo de casa, no meio do caminho recebi um torpedo da minha amiga avisando que ela se atrasaria um pouco, mas, anyway como eu ia a pé, preferi diminuir as passadas e continuei andando na nada bela Av: Bandeirantes, parei em frente à Churras Fogo de Chão, dei boa noite aos Manobras e aos Funcionários da Churras e fiquei aguardando pela Flá, a cada exatos 05 minutos eu olhava no relógio e a ansiedade batia a porta e eu tentando controlá-la,mas não conseguia ficar sem fazer nada, no meio de tanta coisa acontecendo, pois eu só estava em uma das mais movimentadas avenidas de São Paulo, tentei ler uma revista mas a iluminação estava péssima, e aquele barulho ficando cada vez mais presente, aí liguei prá Alexandra que estava com puta cólica, Êta mulherada que sofre sô rss, na sequência liguei prá Vivi, batemos um papo rápido e logo após a Elisa me ligou e a mesma disse: - Nossa você não sabe quem morreu. - E eu perguntei quem ? - Ela disse o Michael Jackson, morreu de parada cardíaca. - Aí retruquei caramba, putz logo agora, não ia rolar um show dele em Londres ? Blá, blá, blá... aí a correria do lado de lá parou o nosso papo, desliguei o celular e essa última chamada me fez parar, silenciar e refletir por uns instantes, parecia um sonho...repentinamente todo o barulho insano da Bandeirantes, aquela trilha paulera misturando os fxs sonoros dos caminhões em má conservação, buzinas, motos, pessoas falando alto e gargalhando, latido de cachorros, som alto dos carros entre outros ruídos...foi mutada, enfim pude sentir uma serenidade no meio do caos, pude provar como o silêncio também soa positivo. Pude sentir algo estranho mas extremamente especial mas não sei nomeá-lo. Após tal acontecimento senti uma limpeza e organização no meu hd, deletei documentos antigos, salvei algumas referências, organizei algumas prioridades, me encantei com os últimos acontecimentos, separei algumas fotos, priorizei os telefones e os retornos das ligações, emails e torpedos atrasados dos amigos presentes, me orgulhei tanto do filho que tenho, da qualidade de vida que conquistei recentemente, dos novos amigos que cruzaram o meu caminho, dos recentes convites recebidos, das propostas ouvidas, do meu atual momento profissional, do contato humano com as pessoas, com meus novos objetivos, dos investimentos pessoais e do meu amadurecimento, hoje não é qualquer um que me tira do sério e rouba o meu precioso tempo, rsss. Nessa pequena experiência pude concluir mentalmente uma edição do último clip ocorrido na minha vida, unindo, recliclando, excluindo, organizando e salvando as situações, ações, fatos, experiências e pendências da minha vida, pude perceber que recebemos inúmeras informações diárias, solicitações, diversos emails, telefonemas, pedidos de help, diversos afazeres, que nos deixam mais sufocados, atarefados e no automático e que a cada dia nos deixamos atrás de muitos "sim" e que precisamos ter coragem e um pouco de vontade de dizer mais "nãos" dando parâmetro ao próximo, independente de quem ele seja, pois o dia tem somente 24 horas e a nossa carga horária está cada vez mais sem limites. E assim conquistaremos aos poucos um pouco mais de espaço para respirarmos melhor, re-organizarmos nossas mentes, nos respeitarmos, nos ouvirmos, que sejamos um pouco mais leves, criativos e que seja possível sermos donos de pelo uma horinha só nossa, exclusiva, sem interferências externas, ou seja desliguem tudo: celular, email, torpedo, pager, msn, orkut, facebook, etc. Marque um encontro com você ou se sentir sozinho leve o silêncio junto, posso garantir que será uma experiência incrível !

Quando cheguei em casa depois de tudo que rolou ainda me questionei. Pensei o que estaria rolando naquele momento do silêncio, com os meus amigos, colegas, conhecido e familiares. Qual seria a mensagem recebida ? Amor ou rejeição ? Ausência ou presença ? Doença ou cura ? Riqueza ou pobreza ? Nascimento ou óbito ? Alegria ou tristeza ? Paz ou guerra ? Fidelidade ou traição ? Contratação ou demissão ? Uau que mix de palavras, soltas no ar ! Serão riscos ou oportunidades ? Contrato ou Distrato ? Amadurecimento, crescimento ? So Freud explica !
Lembrei da virtude de aprender a esperar e porque não ? Senti uma vontade imensa de escrever peguei o meu caderno e comecei a relatar tal experiência, escrevi alugmas frases, e acordei do sonho, meu celular tocou era Flá, me ligou e estava chegando, esbocei mais algumas palavras para não esquecer e eis a minha viagem sonora e silenciosa ao mesmo tempo, hope you enjoy it !

Nenhum comentário:

Postar um comentário